sábado, 5 de junho de 2010

Crônicas da Minha Vida (142) + Devaneio + Conto



.: Devaneio :.


Neste momento, sentado nesta cadeira de cursinho, entediado com esta aula de História do Brasil e fabricando um estratagema para conquistar aquela menina branquinha de cabelos castanho-escuros e bochechas fofas, eu decido que a partir de agora a minha vida contará com uma trilha sonora — sim, uma trilha sonora como a de um filme ou, no pior cenário imaginável, de uma novela. Eu vou acordar ao som de Beautiful Day, andarei com Southbound Again tocando no fundo, haverá Run Like Hell na minha cabeça quando estiver atrasado, Run to the Hills quando a situação ficar complicada e In The Presence of Enemies no infeliz dia em que eu me encontrar rodeado pelo “Eixo do Mal”, as minhas lembranças mais queridas contarão com The Best of Times, Love será a sinfonia que tocará no instante em que eu encontrar o amor da minha vida e Hallelujah soará altíssimo por toda a vizinhança quando eu e meu primo formos aprovados no Vestibular de Medicina. Obrigado. E que todos vivam Another Day com muita felicidade.

1320.
*flashback 2009*
Co: (segurando a minha mão) I Wanna Hold Your Hand. Brilhante. Simplesmente brilhante. Talvez seja a música mais brilhante já escrita na história da música. Por quê? Porque é a mais pura verdade. É isso que todo mundo quer. Não sexo 24 horas por dia, sete dias por semana. Não um casamento que dure cem anos. Não um carro caro, ou uma mansão na Itália. Não. Todo mundo quer segurar a mão da pessoa amada, todo mundo tem essa necessidade e não há como escondê-la. I Wanna Hold Your Hand. É apenas isso que alguém precisa para ser feliz.
F: (olha no fundo dos olhos dela) OK, fique parada.
Co: Por quê?
F: Porque eu vou te beijar agora.

1319.
*flashback 2009*
J(p): É como [Karl] Marx dizia...
F: (interrompendo) Qual Marx [Karl ou Groucho Marx]?
J(p): Que piada de dar pena, Felipe!
F: (inocente) Mas nem foi piada!

1318.
F: (ajuda a amiga com uma questão de Ensino Superior de Biologia).
Ba: É, é, você me impressionou desta vez.
F: (rindo) Sério? Pensei que você não fosse ficar impressionada, afinal, me conhece há nove anos, sabe muito bem que eu sou um gênio.
Ba: (sarcástica) E por que tanta genialidade ainda não te ajudou a passar no Vestibular?
F: Ora, porque eu sou como Mycroft Holmes — um gênio preguiçoso.
Ba: Gala seca.

1317.
G: Abaixa aí [o volume da música no celular] que esta muito alto.
J(p): Cara, eu estou escutando Time, eu não posso parar Time.
F: Literalmente.

1316.
J(p): Todo mundo é paranoico, mas cada um tem o seu grau.
F: Eu não sou paranoico. Na verdade, acho que sou a pessoa mais desencanada do mundo.
J(p): Como assim?
F: Desencanado. Não paranoico, ora.
J(p): Felipe, para mim desencanado é quem saiu de um cano.
Ad: (risos).

1315.
G: (triste).
F: Ah, cara, fica assim não, nem foi tão horrível.
J(p): Porra! Foi um chute no saco!
F: Pô, comigo foi pior, eu fui abandonado no trenzinho!
J(p): (pensa por um momento) É, contigo foi pior mesmo.

1314.
G: Eu levei quatro foras [da minha “namorada” antes de ficar com ela].
Mc: Eu levei dois foras [da menina que eu mais gostei na vida].
F: Eu levei um fora da [Srta. Insegurança].
Mc: É sempre assim, todo mundo leva um fora antes de ficar com a menina.
F: Não, não. Eu fiquei com ela, depois que levei um fora. Tenso? Não, não. Hipertenso.

1313.
F: Eu gostaria tanto que houvesse um jeito de bloquear a Internet da minha irmãzinha sem que ela soubesse que eu fiz isso.
PV: Na verdade tem sim...
F: Conte-me mais.
PV: Grandes poderes trazem grandes responsabilidades.
F: E eu tenho dois tios que estão mortos, logo sou duplamente qualificado.

1312.
J(p): Lê ali qual é a resposta da décima sétima, da décima oitava, da décima nona e da vigésima questão.
F: (distraído) “A”, “C”, “D”, “C”.
J(p): (cantando) Highway to hell!

1311.
F: (subnick do MSN): Eu preciso de um abraço... u.u’.
Y(p): Essa tua frase esta muito emocional.
F: Ah, é para combinar com a franja do meu novo penteado (piscadela).

CONTO: Uma noite de música.

1 comentários:

Helder disse...

me emocionei com a parada das musicas... realmente um texto bonito =D

Postar um comentário