sábado, 20 de novembro de 2010

Crônicas da Minha Vida (188) + Devaneios de um Felipe-de-15-Anos


.: DEVANEIOS DE UM FELIPE-DE-15-ANOS :.

(01). ... Meu Ego
Quando sua maior fonte de força é o seu ego, você se agarra a qualquer vitória que puder pôr as mãos, mesmo a vitória contra suas próprias dúvidas. Obviamente, de vez em quando o seu ego o levará a travar batalhas que você simplesmente não pode vencer... Mesmo assim você tem de tentar, porque se você realmente acredita em si, então terá a força de enfrentar qualquer batalha. Resumo da ópera, quando o seu ego faz você entrar em batalhas arriscadas, você tem de lutar pela vitória sem dar a mínima importância para os momentos insignificantes.

(02). ...Meu Equilíbrio
Eu acredito que equilíbrio é a solução. Seja equilíbrio de poder... Equilíbrio no amor... Ou, de vez em quando, somente equilíbrio. Para alguns de nós pode parecer bastante difícil de alcançar, de se conquistar. No entanto o importante é nunca parar de tentar... Especialmente se você ama uma garota chata... E café com leite.

(03). ... Meu Final
Eu acho que, no amor, as coisas raramente ocorrem como você espera. Às vezes, bem, você meio que já selou o seu destino (fez besteira)... De um modo ou de outro, você simplesmente tem de aceitar que o que quer que tenha de acontecer, acontecerá. Além do mais, de algum modo, você sempre ficará com a pessoa que devia ficar.

(04). ...Meu Gesto Altruísta
É incrível como um único gesto altruísta pode influenciar tantas pessoas: um homem viu alguém que não fugiu de um problema e encontrou a coragem para fazer o mesmo forçando outro alguém a tomar a decisão correta e, diante disso, outro homem percebeu que não há nada de errado em ser uma pessoa decente de vez em quando. É. Com certeza é agradável fazer a coisa certa.

(05). ... Meu Herói
Todos nós temos nossos heróis de carne e osso, aquelas pessoas que podem animá-lo nos piores momentos, estimulá-lo a enfrentar uma batalha arriscada e salvá-lo de todos os perigos... Talvez por admirá-los tanto que nunca os vemos como pessoas iguais a nós, e por isso nunca percebemos que o seu gesto mais heroico é admitir não terem nada de heroico... Quanto a mim, bem... Acho que o meu “irmão” sempre será um herói para mim.

(06). ... Meu Monstro Interior
No interior de cada um de nós existe um monstro que nunca deixará de trabalhar contra nós, contra aquilo que realmente desejamos... É impossível silenciá-lo, contudo é possível impedi-lo de nos afetar, algumas vezes deixando um amigo nos ajudar a superar nossas inseguranças, outras vezes percebendo que nós podemos encontrar a solução para um problema, no final, tudo é uma questão de não dar ouvidos ao monstro e perseguir aquilo que você realmente quer.

(07). ... Meus Momentos
Ás vezes é preciso o seu maior inimigo para evitar que você cometa o maior erro da sua vida... Ao não cometê-lo, percebi que as relações amorosas podem ser definidas pelos grandes momentos que não ocorrem... E pelos pequenos que ocorrem... De qualquer modo, quando você passar pelo drama, a equação se simplifica: basta fazer tudo para deixá-la feliz.

(08). ... Meu Momento de Negligência
A pior parte de ser uma pessoa que tenta ajudar os outros é que muitas vezes você será negligente e acabará sem ajudá-los, especialmente quando vir-se obrigado (por sua consciência) a ajudar aquela pessoa que não gosta nenhum pouco... No entanto, se você esperar por um breve segundo, encontrará a chance de reparar as consequências da sua própria negligência, no final, acredito que há lado bom e um lado mal dentro de cada um de nós, felizmente, quando você aceitar todos os seus lados, será mais fácil fechar os olhos à noite e ter uma noite de paz.

(09). ... Meu Momento de Me Arriscar
Eu tenho pensando bastante em me arriscar mais vezes ultimamente e também como tudo é uma questão de superar os seus medos porque a verdade é clara: toda vez que você dá o passo adiante em um grande risco na sua vida, não importa o resultado, você sempre ficará feliz de ter tido a coragem e dado aquele passo.

(10). ... Meu Mundo Real
Infelizmente, por aqui as situações não terminam tão bem quanto na televisão. Relações não são magicamente consertadas em meia ou uma hora – você tem de trabalhar nelas. Problemas nem sempre possuem soluções fáceis. E por aqui pessoas boas nem sempre são recompensadas como merecem. Em momentos como esse, o melhor a fazer é deitar-se na grama e olhar para o céu almejando que o mundo vá melhorar e então levantar-se e dar continuidade ao dia-a-dia.

(11). ...Meus Obstáculos
Dizem que, na vida, tudo que é bom chega ao fim. Às vezes, chega ao fim lentamente. Outras vezes, nem tanto. E, de repente, você percebe ter chegado ao seu limite... Um homem sábio disse uma vez que a vontade humana pode superar qualquer obstáculo, obviamente que esse homem nunca amou uma garota como ela... Quanto a mim, bem, eu posso superar qualquer obstáculo desde que àquelas pessoas importantes estejam ao meu redor.

(12). ... Meus Pais
Qualquer pessoa em algum momento de sua vida irá reclamar dos seus pais e imaginar como seria a vida se eles mudassem... É aí que está o erro: nossos pais nunca irão mudar... Se você prestar um pouco de atenção, verá que eles fizeram um trabalho melhor do que parece na sua criação e que merecem mais crédito, afinal, você conseguiu se virar na vida, em meio a toda a porcaria e traumas que eles lhe arranjaram, vale a pena guardar alguma coisa, como a paixão por algo que você nunca imaginou ou a habilidade de se cercar com pessoas que o amam ou simplesmente comemorar ter aprendido a se cuidar sozinho nesse mundo real.

(13). ... Meus Pedidos de Desculpa
É inevitável, enquanto você estiver vivo você sempre fará besteiras... Por sorte, há também várias maneiras de fazer um pedido de desculpas... Pode ser tão simples quanto incluir alguém ao seu grupo... Ou tão complicado quanto se comprometer numa jornada difícil... O importante é ganhar de volta o respeito daqueles ao seu redor e conseguir ouvir aquelas três palavrinhas mágicas: “eu te perdoo”, contudo pode não haver mais mágica para recitá-las.

(14). ... Meu Enigma No Amor
É incrível como um simples gesto pode trazê-lo de volta a realidade... A meu ver, o mais engraçado no amor é que você nunca sabe como tudo vai terminar, por exemplo, eu a perdi, porém ao menos eu perdi lutando, tentando... Às vezes, a aventura em si é o suficiente para dar-lhe o ânimo de acordar outro dia... Quanto a mim, eu somente queria ficar com ela, abraçá-la e, no entanto, não deixo de pensar que o problema daquelas pessoas quais têm interesse somente pelo que não podem ter é que quando finalmente conseguem, perdem o interesse – embora eu seja assim, eu sei –, nunca perderia o interesse por ela.

(15). ... Meu Tesouro
Por aqui, é incrível quando você consegue influenciar alguém, é claro que nem sempre tudo ocorre como você esperava... Por isso você deve aprender a guardar como um tesouro na sua memória aquele momento que ocorreu do seu jeito... E o momento em que você está ao lado daquela pessoa. E, acima de tudo, você deve aprender que algumas coisas estão simplesmente fora do seu controle... No entanto, diante de uma longa estrada pela frente, você não pode deixar de virar e se perguntar: “e se tivesse sido diferente?”.

(16). ... Meu Vilão
Alguém me disse que o vilão sempre vence. Às vezes o vilão é o namorado idiota daquela garota... Às vezes, o vilão é aquele rival que vem batalhando com você desde sempre... E, às vezes, o vilão é você sob um diferente ponto de vista. Para mim, o melhor a se fazer é acordar no outro dia e seguir em frente esperando que o ser o mocinho, eventualmente, compense porque um dia irá compensar.

(17). ... Minha Amizade Em Conflito
Inevitavelmente, há um momento em que uma amizade entre em conflito, e a melhor solução é lembrar porque a amizade começou em primeiro lugar... Ou engolindo seu orgulho... Ou comprando um ovo da Páscoa estupidamente caro... No final, contudo, o método não é relevante contanto que a amizade continue.

(18). ... Minha Crença
Há algumas coisas em que eu sempre acreditei: flores são boas para todas as ocasiões... E nada é mais importante que encontrar tempo para ficar com uma amiga, especialmente quando ela já teve dias melhores... Porque mesmo que despedace seu coração em mil pedaços serem “apenas amigos”, se você realmente gostar daquela pessoa, você segurará a onda e a ajudará sem pedir nada em troca.

(19). ... Minha Decisão
Chega uma hora quando cada homem tem de tomar uma decisão, seja uma decisão profissional ou uma decisão pessoal... No fim, tudo é uma questão de integridade. E sobre correr atrás daquilo que você realmente almeja e, de vez em quando... Bem, de vez em quando você tem de simplesmente fazer o que é melhor para aquela pessoa... Mesmo isto signifique acabar com a sua própria felicidade... No final do dia, você simplesmente tem de ter orgulho da sua decisão.

(20). ... Minhas Decisões
Enquanto eu estava lá, confuso, porém curtindo o longo beijo da [censurado] com a quantidade certa de língua, me vi pensando que quando você toma decisões difíceis, boas coisas podem ocorrer, como, por exemplo, a confiança que você encontra ao descobrir seu verdadeiro dom... E quando você toma decisões pelas razões erradas, elas voltarão para assombrá-lo. No final de tudo, o melhor é confiar em seus princípios para tomar suas decisões.

(21). ... Minha Derrota
É difícil quando você perde pela primeira vez. E é mais difícil ainda quando você perde pela centésima vez. Incrivelmente, perder pode ser algo bom. Como, mesmo que por um instante, quando você perde a sua própria insegurança e timidez e diz para uma pessoa que gosta dela. No final de tudo, eu acho que você simplesmente não pode deixar de subestimar como o menor de todos os gestos pode deixar tudo melhor.

(22). ... Minha “Outra” Família
Eu acredito sinceramente no que dizem em relação às pessoas ao seu redor se tornarem sua “outra” família... Seu irmão mais velho, qual lhe ensinou os “piores” hábitos... Seu irmão mais novo, que você salvou de várias confusões... A sua cunhada, qual sempre discorda de você... Aquele seu tio louco, sempre com bons conselhos... Os primos com quem você se dá bem... E o primo com quem você tem uma rivalidade saudável... Além daquele outro que é seu primo e não há nada que você possa fazer em relação a isso... E há também aquela pessoa ideal, qual você simplesmente não pode se imaginar vivendo sem ela... Talvez os laços de união não sejam tão densos como o sangue... Pode ser que os laços sejam nada além de um castelo de areia a mercê da força violenta da maré que é a vida... Tudo bem... Afinal, eu tenho mãos perfeitas para erguer esse castelo novamente para todo o sempre e sempre.

(23). ... Minha Visão dos Relacionamentos
Relacionamentos no mundo real não funcionam como na tevê e nos filmes, não há aquela história de “Será que eles vão ficar juntos?”, “Será que eles não vão ficar juntos?”, e eles enfim ficam juntos e vivem felizes para sempre... Isso é idiotice... Nove de dez relacionamentos acabam porque as pessoas não eram certas uma para a outra desde o começo, e metade daqueles que se casam divorciam-se de qualquer jeito... Por meio de tudo isso, eu estou dizendo que não, não sou um cínico, para mim amor é uma questão de empurrar caixas de chocolate garganta abaixo e, em algumas culturas, uma galinha... Posso parecer um otário, mas pouco me importo porque eu realmente acredito nisso. Resumo da ópera: casais que são realmente almas gêmeas passam pelas mesmas coisas que quaisquer outros casais, mas a grande diferença é que eles não desistem, um dos dois não ficará de braços cruzados e lutará pela relação e se realmente forem almas gêmeas, eles darão certo porque sempre alguém fará a coisa certa.

(24). ... As Pessoas Ao Meu Redor
Acredito que não há nada mais importante na minha vida que as pessoas ao meu redor, sejam elas parte da minha família ou da minha “outra” família, não há diferença alguma porque foi graças a essa pessoa que eu me tornei quem sou e nunca poderia mostrar toda minha gratidão e mesmo assim irei tentar nunca as abandonando independente da situação, as aceitando quando mudarem e sempre tentando protegê-las de se magoar assim como nunca as deixando cometer os erros que eu posso evitar, afinal, foram essas pessoas que fizeram florescer em mim um desejo insaciável de ajudar os outros e de me tornar um médico, portanto se eu não puder protegê-las, se eu não puder ajudá-las, como possivelmente poderia ajudar e proteger os desconhecidos?

(25). ... Minha Aceitação
Aceitação pode ocorrer em várias formas distintas, seja aceitando não ter nada de errado em mostrar o seu lado sensível de vez em quando ou aceitando a garota que você ama do jeito que ela é porque, no final, o mais importante a se aceitar, não importa o quão sozinho você se sinta ou o quão doloroso pode ser, com ajuda daqueles ao seu redor, você dará a volta por cima de todas as dificuldades.

(26). ... A Filha do Meu Primo
Bebês são incríveis, especialmente quando eles unem pessoas que, normalmente, odeiam ficar no mesmo cômodo, eu realmente acredito que é impossível não ser afetado pela magia porque um bebê pode trazer a superfície algo que existia dentro de você e nem imaginava, seja a habilidade de ser um bom pai, de perdoar alguém que o ofendeu no passado, ou mesmo de olhar uma pessoa que sempre esteve ao seu lado com olhos diferentes, no final, acredito que os bebês possuem a poderosa magia de nós fazer encontrar o caminho certo.

(27). ... Minha Perspectiva
Aqui vai um pouco do que eu chamo de “Minha Perspectiva”: um, se o “simpático” que está na minha frente na fila da lanchonete não conseguir decidir qual será o seu pedido nos trinta minutos necessários para preparar o lanche, eu tenho o direito de matá-lo, dois, eu tenho absoluta certeza que se a pornografia fosse proibida na Internet somente restaria um único site e ele seria chamado “Tragam de Volta A Pornografia” e, três, se você quer ser respeitado como um médico – e também como pessoa –, você não pode ser um oceano, tem de se distanciar daquela história ridícula de “eu não preciso de ninguém, eu sou demais” e se apegar à verdade universal da vida: precisar de ajuda não é um sinal de fraqueza, é um sinal que você, de fato, se importa com suas responsabilidades.

(28). ... Meu Arrependimento
Existem arrependimentos de todas as formas e tamanhos. Alguns são pequenos, como quando você faz algo errado, mas por uma boa razão. Alguns são maiores, como quando você decepciona um amigo. Alguns de nós escapamos da dor dos arrependimentos fazendo a escolha certa. Alguns de nós temos pouco tempo de arrependimento porque estamos sempre olhando para o futuro. De vez em quando precisamos lutar para, enfim, podemos superar o passado. De vez em quando enterramos nosso arrependimento prometendo mudar quem nós somos. No entanto, nosso maior arrependimento não é aquele por tudo que fizemos... É aquele por tudo que não fizemos. Quanto a mim, bem, eu somente tenho um arrependimento na vida: de nunca ter dito a ela “Eu te amo”.

(29). ... A Verdade e os Sentimentos
Há algo que não pode ser expresso, absolutamente, em palavras – sentimentos. É impossível definir ou medir os sentimentos de um coração, no entanto há uma maneira de reconhecê-los: seus olhos. Ela mentiu para mim, eu acreditei. Ele mentiu para mim, quando nele confiei. E no momento em que olhei nas profundezas de seus olhos, o destino começou a mudar, começou a revelar a verdade. Nos seus olhos, nos seus olhos. Em seus olhos jaz o único caminho para a verdade.

(30). ... Minha Prioridade
Na vida é inevitável ter de tudo, desnecessário dizer que você tem de ter prioridades... Para alguns, é o seu trabalho... Para outros, são os seus amigos... No meu caso, é uma garota... Não obstante de qual for, você sempre tomará uma decisão importante na vida baseado na sua prioridade, mesmo que para isso tenha cabular uma aula de Física, uma de Geografia e uma de História na qual deveria explanar um tema, no entanto você sempre ficará satisfeito.


.: CRÔNICAS DA MINHA VIDA (188) :.

1790.
F: Minha irmãzinha bochechuda está assistindo ao filme dos Jonas Brothers. Penso em deserdá-la.
CW: Eca. Jonas Bichas. Odeio.
F: Ei, ei, ei, ei, ei, não fale isso, pô! Mais respeito com as bichas, por favor! Nem as que soltam purpurina por aí merecem ser tão ofendidas!

1789.
CW: Cara, tinha um cara na praça desses rosqueiros, ele já era velho até para essas palhaçadas, o apelido do sujeito: Van Hellsing. O outro lá que era o rosqueiro-mor era Manson. O “nome” dele.
F: Ele era, no caso, o líder do “clã”?
CW: Era (risos). Mas ele só aparecia de noite e o Aymoré que era líder de dia, todo mundo queria andar com ele, ele era O Cara (risos). Todas as meninas se matavam para ficar com ele. Porra, o sujeito é feio que dói.
F: OK, como um cara que se vestiu de TchuTchuCão perante centenas de pessoas, eu digo: estou com vergonha alheia desse pessoal.
CW: Ainda tinham os que brigavam para ser o braço direito do Aymoré. Tinha o [censurado] que namorava a [censurado]² e [a] [censurado]² traiu ele e ele ficou com sede de vingança forever and ever. Ai, que nojo dessa gente.
F: E é em momentos como esse que eu gostaria de ser religioso para falar com Deus: “Chefão! Tudo bem, como o Senhor está? Ótimo, ah, que bom! Escuta, com toda humildade, eu gostaria de fazer uma pequenina recomendação: na hora do Apocalipse, eu, esse mero mortal que vós fala, sugiro que o Senhor comece tudo por uma certa praça, pois há muitas pessoas que necessitam urgentemente de salvação por lá”.
CW: (risos).

1788.
CW: (com a foto de uma neném no MSN).
F: Quem é a nenenzinha?
CW: Irmã de consideração, porque é filha da minha madrinha.
F: Entendo. Não é ela que está “cantando” em uma foto do seu Orkut?
CW: Sim. Eu falo: “Dança, gatinha, dança” e ela começa a dançar.
F: Awn, que fofo. Sim, eu sou gay por bebês. Pode zoar.
CW: (convulsões de risos).

1787.
CW: Meu emoticon with lasers não deu certo. Ficou pequeno demais (mostra o emoticon).
F: Nem dá medo. Eu voto para você usá-lo.
CW: Não, [eu] vou descobrir como faz [para deixá-lo] maior. Nem um emoticon eu sei fazer, meu Deus!
F: Normalmente, eu diria “Deixe que eu faço”, mas [isso] seria o mesmo que dar um tiro no pé. Além do mais, sinto que você curtirá mais o emoticon maldito se ele for criação puramente sua.
CW: Ééééé, deixa comigo, depois eu vejo um tuto[rial] na netchy e te surpreendo com ele.
F: Percebe que eu vou me lembrar disso toda santa vez que vier falar contigo e, assim sendo, não me surpreenderei com o Dioguinho ver. Ciclope, não é?
CW: Uma hora você vai acabar esquecendo.
F: Eu não contaria com isso.
CW: Vou fazer uma macumba para você esquecer.
F: Printado! Mandarei uma cópia disso para o Bentinho XVI, sinto o cheiro de uma excomungação a caminho.
CW: (risos).

1786.
CW: (cantando) Perguntaram pra mim / Se ainda gosto dela / Respondi: “tenho ódio” / E morro de amor por ela / Eu sou dela, ela é minha.
F: OK, eu vou tratar isso como um joguinho de adivinhação para tentar descobrir de quem você está falando.
CW: (pasma) Não acredito que você não conhece esse grande clássico do Leandro & Leonardo!
F: Ah, linda, tudo que eu sei desses dois é que um morreu de câncer e o Gugu chorou.

1785.
F: (subnick do MSN) Fazendo um Last.fm porque a [censurado] pediu.
CW: Adorei o [seu] subnick.
F: É um subnick adorável. Quando cinquenta pessoas (estamos em trinta e duas) me perguntarem quem/o que é [censurado], nós faremos um brinde (piscadela).

1784.
Lu: (suspiro) Mulheres...
F: (suspiro) Mulheres... (momento de silêncio) Ei, você não pode dizer isso [porque você é mulher]!
Lu: Ah, posso sim (risos)!
F: Pode nada.
Lu: Claro que posso!
F: Ah, pode não... O que você pode dizer é: “Lésbicas...”.
Lu: Verdade... (suspiro) Sapatões...
F: Agora sim (risos).

1783.
Lu: Eu tenho amigas lindas também.
F: FATÃO! Começando pela [censurado].
Lu: Sim (risos). Você vai secar a [censurado] quando estiver aqui, né?
F: Na verdade, eu espero que ela me seque.

1782.
Lu: Está vendo o jogo do Brasil?
F: (pasmo) O Brasil está jogando?
Lu: Está...
F: (ainda pasmo) Nem sabia!
Lu: Brasil contra Argentina com Ronaldinho em campo.
F: Ronaldinho é o porco ou é o feio? Ou aquele outro que mais parece um “me rouba” que qualquer outra coisa?
Lu: É o preto de cabelo enrolado.
F: Ah, é o feio.
Lu: O outro é chamado de Ronaldo só, puxa. Tem um terceiro Ronaldinho?
F: Tem o Ronaldo porco, aquele dos travecões, o Ronaldo feio, esse daí que está jogando, e um terceiro Ronaldo, o que parece um bandidozinho. Esse terceiro joga em um time de camisa vermelha e short verde.
Lu: Nossa. Vermelho e verde. Uau.
F: Dá para notar como eu manjo muito de futebol, não é?
Lu: Dá (risos). Há outro Ronaldo: o Cristiano.
F: Isso! Isso! Isso! Cristiano Ronaldo. É esse mesmo.
Lu: Felipe! (risos) Estava falando do uniforme de Portugal (risos)?
F: (vê o uniforme no Google Images) É, é!
Lu: Ai, que horror, Felipe (risos).

1781.
J(p): Já viu um fantasma?
F: Cresci com um.


1 comentários:

Paju Monteiro disse...

Tenho um presente para ti!

Postar um comentário