quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Crônicas da Minha Vida (208) + Elogios



.: ELOGIOS :.


"Então, Felipe, tanto o layout quanto a escrita não são do tipo que normalmente me interessa ou agrada, mas você conseguiu alguma coisa, não me pergunte o que, que prendeu minha atenção e me fez ler o primeiro texto inteiro. Adorei, parabéns! E o layout ficou bom, por mais que com mais um pouco pudesse ficar exagerado".

"Gosto do seu blog por ser uma coisa com aparência tão pessoal e tão 'contando histórias'. Eu, por exemplo, tenho enorme dificuldade de colocar minha vida no papel. E aí é tudo tão seu... Bem legal".

"Não gosto muito do layout. Gosto dos textos por causa da autobiografia contida neles, sem contar que são bem escritos".

"Entrei no seu [blog], Felipe, muito bom t[am]b[ém], layout legal o estilo t[am]b[ém], li um pedaço só, mas dá pra ver que escreve bem sim. Parabéns!"

"Gostei, o conteúdo é bem escrito. Não gostei muito do layout, mas não compromete a integridade do blog. Estou seguindo".
-Pedro Anacleto
o grito do pierrot

"Meu, teu blog tem tua qualidade: É divertidíssimo! Eu o admiro como escritor. E mesmo você dizendo que não; amo teus poemas".
-Paju Monteiro
Reminiscência


"Grandes e LINDOS textos, diferentes e únicos. Gosto disso em um blog, misturas diversas e fica tudo muito bom e bonito! Estou seguindo".

"Eu nesse exato momento estou com preguiça de ler, mas eu já havia lido antes e acho que você é muito bom na escrita, tem grande potencial e acho seu layout FODA".

"Amo crônicas, especialmente as bem escritas... Então seu blog se encaixa no meu gosto, r[i]s[os]. Li algumas postagens, e não consigo mais parar de ler. Você tem m[ui]t[o] talento. O layout que poderia ser diferente, mas de qualquer forma, curti".

"Gostei das suas crônicas, a forma que você escreve é diferente. Chamou muito a minha atenção. Gostei".

"Tão envolvente, hein, Felipe. É diferente dos que já vi - não tinha experimentado esse ar. Gostei muito, o primeiro post (Ponto sem retorno) é interessantíssimo. Crônicas são crônicas e você sabe utilizar muito bem essa ferramenta. Parabéns".
-Thathiane
anamnese


"Adorei o layout... Sério.. Adoro crônicas... Mais não é sempre que as leio. Você escreve be[m]. É de meu agrado".

"Acho que já falei uma vez aqui que não gosto de blogs no estilo do teu, mas rapaz tem algo na sua escrita que me prende, sigo e recomendo! Suas postagens são engraçadas, eu imagino as cenas quando leio, é sempre bem engraçado. Admiro teu dom, garoto!"

"Felipe, tua escrita é genial. Crônicas muito bem elaboradas por ti. Um envolvimento muito linear de seu público. Gostei sim. Recomendo e seguirei-o".

.: CRÔNICAS DA MINHA VIDA (208) :.

1990.
P: Bem que eu daria um bom Hitler nesse país, hein.
F: Operações Valquíria ocorreriam diariamente com você no poder. E, creio eu, todas terminariam que nem a Operação Valquíria original.

1989.
T: Hoje o dia tá firme! Adoro o frio!
F: Eu também adoro esse clima. Uma pena que se a gente pôr aquelas roupas legais de frio, morreremos de calor.
T: Ééééé. E tem os alagamentos também.
F: Os alagamentos podem ser complicados.
T: Pois é... Pra mim, essa é a pior parte.
F: Idem! Alagou parte da cozinha hoje, aproveitei para limpá-la.
T: Eita... Ainda bem que eu estou nos altos.
F: Andar em cima d’água e suas vantagens (risos).

1988.
Bruxo de Fogo: (deprimido).
F: Ei, Bruxo, não se preocupe, você se dará bem no final.
Bruxo de Fogo: Claro. Eu sou o Bruxo de Fogo. Todos almejam esse posto.
F: Exatamente (risos)!

1987.
CW: Cara, eu e a minha amiga nessa vibe de Rubi uma vez... Minha amiga é assim: ela olha na cara de alguém, escolhe alguém para odiar, assim do nada, mas depois de um tempo, ela para de odiar a pessoa. Aí tá... Teve um amigo secreto na igreja. Ela tirou uma menina que ela estava odiando na época, aí na hora de entregar o presente, ela: “Eu tirei uma pessoa... Quem é [censurado]?”. Os olhos de [censurado] ficaram cheios de água.
F: Tua amiga se daria muito bem com a [censurado]², parece ser igualzinha a ela. Durante anos a [censurado]² me fez odiar a Kate Hudson. Detalhe que ela me mandou odiar a Kate Hudson, mas, na verdade, ela queria que eu odiasse a Kate Beckinsale: confundiu os nomes.
CW: (convulsões de risos).

1986.
CW: Paola Bracho merece viver eternamente.
F: Se depender do Sílvio Santos, ela viverá.
CW: Sílvio não tem colaborado. Esmeralda e esqueci o nome da outra [novela] com a mesma atriz, puta que pariu, são de doer os olhos.
F: Minha tia comentou isso outro dia, disse que de uns tempos para cá ele só tem colocado joia falsa na programação, rubi, esmeralda, cristal, safira, etc, etc.
CW: Rubi era foda, OK? Falsa [é] o cacete.
F: (risos) Ah, não! É mesmo fãzona de tudo quanto é novela mexicana?
CW: Depende da novela. Essas novas são ruinzinhas, mas as mais antigas, eu não perdia uma, minha vó até me chama para ver com ela.
F: Café com Aroma de Mulher?
CW: Show! (cantando) Gaivota que voa longe, voa tão altuuuuuuuuuuuuuu uuuuuuu!
F: (convulsões de risos).

1985.
CW: Uma mulherzinha espírita foi no Jô e simplesmente não conseguia responder as perguntas que ele fazia...
F: Péssima espírita, ela deveria ter boas respostas preparadas, afinal, é isso que charlatões como o Allan Kardec mais têm.

1984.
CW: Viu o final da novela?
F: Eu vi só a cena final da Mariana Ximenes falando em inglês e depois dando um olhar sinistro para a câmera. É sério que ela deu uma de Chuck Norris e sobreviveu a um acidente catastrófico de carro?
CW: Ela se jogou do carro antes dele cair e deixou uma mulher que ela tinha como refém dentro do carro. Amei. Se a Clara morresse de forma tão idiota... Seria ridículo.
F: Nada é mais ridículo que a morte da novela do fantasminha. Apelação total isso de ser comido por um tubarão.

1983.
CW: Acho que vou pedir outra senha [no site do ENEM].
F: (sarcástico) Sim, porque fazer isso realmente tem dado certo.

1982.
CW: Minha senha [do ENEM] ainda não chegou.
F: Daquela hora até agora nem sinal das senhas? Não acredito!
CW: Chegou no celular, mas deu inválida, porque pedi duas, né. Tô com medo de pedir mais uma.
F: Tentou ligar no 0800?
CW: Não.
F: Por que não?
CW: Porque eu estava esperando chegar.
F: É, mas você não achou que estava esperando demais quando deram umas 17 horas?
CW: Não.
F: Bem, dizem por aí que paciência é uma virtude.

1981.
F: Encontrou alguém no Studio Pub?
PV: Minha prima e a amiga gostosa dela.
F: Uma daquelas suas primazinhas que estavam no [seu] aniversário?
PV: Justamente a que não estava no aniversário.
F: Aaaaaah. Mas tinha uma das suas primazinhas que era bonitinha, eu pegava (com todo respeito).
PV: Qual delas? De boa, não tenho ciúme das minhas primas.
F: A que estava com o cabelo preso, blusa cinza e short branco.
PV: Você é bem detalhista, hein. Acha que eu vou lembrar o que ela estava vestindo?
F: Ajuda se eu falar que ela é morena e usa aparelho?


3 comentários:

Juliana Dias disse...

Sobre a Crônica 1986.

Concordo plenamente com tudo o que foi dito pela CW sobre novela mexicana!!!!!!!!!!!! Quase chorei quando li "Paola Bracho merece viver eternamente"
a Paola é divaaa mesmo!

ah e..."Rubi era foda, OK?" +1

Gabriela Freitas disse...

Sinto falta do crônicas, era um dos blogs mais divertidos.

Paulo Vitor (PV) disse...

Cronica 1981.
até hj eu não sei qual era a prima XDDD

Postar um comentário