sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Crônicas da Minha Vida (204)

.: CRÔNICAS DA MINHA VIDA (204) :.

1950.
F: (falando de Castlevania: Lament of Innocence) Quer mesmo o spoiler?
T: Sim, sim.
F: Ele, Drácula, era um miguxo do Leon Belmont, daí perdeu a esposa, ficou puto, resolveu se vingar de Deus, manipulou um vampiro para sequestrar a esposa do Leon, então ele foi atrás dela no castelo do vampiro, enfrentando vários inimigos e, eventualmente, espancando o próprio vampiro, nisso o Drácula surge das trevas e usa uma pedra para transferir os poderes do vampiro em si, virando o Drácula, a mulher do Leon morre e o Leon jura que o seu clã caçará a noite pela eternidade.
T: Égua! Firem! (corrigindo-se) Firme! Tá, “firem” foi engraçado (risos).
F: “Firem” será uma nova gíria a partir de agora.
T: Vai expressar o quê?
F: Algo que seja firme³.
T: (risos) Ótima, essa [é]! Cronique depois!
F: Já está cronicado (piscadela).

1949.
CW: A Oprah é uma lady, magnífica, apesar de ser obamista, consegue ser simpática e elegante; as apresentadoras brasileiras deveriam tentar aprender um pouco com ela.
F: Muito difícil. As apresentadoras brasileiras, em sua maioria, são todas cópias da Márcia.

1948.
F: Enfim, o pessoal do GV ainda não me aceitou.
CW: Ah, o Parlamento tá parado até o dia 8, não sei se os demais estão, perguntei pro [censurado], deixa eu ver se ele me responde.
F: OK.
CW: Viu? Ele disse que tem a ver com o [censurado]². O [censurado]² não entra NUNCA, aff...
F: Bem, é época de Ano Novo, provavelmente ele deve estar com a família, ou festejando sem parar. Espero que festejando sem parar — é mais divertido.
CW: Ele deveria estar fazendo a obrigação dele. Imagina se os policiais ficassem em casa hoje comemorando.
F: Você não pode comparar um cargo como o dele ao cargo de um policial, não faz sentido, ainda que os dois sejam serviços públicos, um é de uma necessidade imediata. Falando nisso, qual é o cargo dele?
CW: Delegado.

1947.
F: Preciso voltar a escrever o meu livro. Recomeçá-lo, na verdade.
PV: Você já me falou isso de acabar tendo que reescrever tudo, era quando eu tinha sonhos de fazer um conto e descobri que não sei escrever... Graças a quem mesmo?
F: Ei, ei, eu nunca disse que você não sabia escrever, apenas disse que você tinha que dar uma boa melhorada.
PV: Perco a autoestima, mas não perco a piada: Geyse Arruda tem que dar uma melhorada. Eu sou uma negação (risos).

1946.
PV: Gosto não se discute, mas que a [censurado] tem razão, ela tem.
F: Não, não tem. Essa é uma das ocasiões em que ela está errada e eu estou certo.
PV: Na verdade... Ela nunca esteve tão certa. Afinal, o Jet Li é melhor que o Jackie Chan, o Paul McCartney é melhor que o Bono Vox, e por aí vai... O seu gosto artístico é horrível.
F: OK, eu preciso lembrá-lo que você é MEU amigo e deveria estar do MEU lado?
PV: (risos).

1945.
PJ: Lipe, eu não sei se já lhe disse [isso], [mas] a tristeza torna tudo mais bonito. Sempre.
F: Apenas porque, na tristeza, você pode contemplar, sonhadoramente, a alegria.
PJ: Sim.
F: É aquela velha história [de] “a gente só percebe o valor de algo quando não o tem mais em suas mãos”. Por isso eu sempre tento prestar atenção.

1944.
F: Gostou do blog da [censurado] é?
Lt: Sim! Que idade ela tem?
F: Ela deve ter mais ou menos a minha idade.
Lt: 38?
F: (pasmo) Eu tenho vinte anos.
Lt: (risos).

1943.
Bruxo de Fogo: Cara, não tô sendo ingrato e muito menos criticando, mas... Por que [você] parece tão interessado [em ajudar a minha banda], man?
F: Porque eu quero poder apontar para uma televisão que esteja ligada na MTV e dizer “Tá vendo esses caras aí? Pois é, eu conhecia eles antes do sucesso”.
Bruxo de Fogo: (risos).
F: Sem contar que você é meu amigo, o [censurado] também e o [censurado]² parece ser um cara legal. Se eu ajudo pessoas que eu nem conheço direito, por que não ajudaria vocês?

1942.
Jo: A [censurado] é judia mesmo?
F: É, é. Por quê?
Jo: Porque ontem à noite ela não parou de gritar “Jesus!” (risos).

1941.
F: Quem eu tenho que matar para pegar o meu sanduíche de picanha?
Fa(i): Um boi.


2 comentários:

Paju Monteiro disse...

... Mas, o que é o mundo real?
Obrigada por tua amizade. :D

Juliana Dias disse...

Medinho do final de "Borborletas" .-.

Jet Li pode ser o melhor, mas o Jackie Chan me ganha porque ele é engraçado e simpático =D

"Geyse Arruda tem que dar uma melhorada. Eu sou uma negação"
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK MORRI PV xD

Postar um comentário